Preços do frete rodoviário tiveram retração em maio

Por Fernanda Pressinott | De São Paulo

O avanço da comercialização de soja no último mês não se traduziu em aumento dos valores do frete nas rotas de escoamento do grão. Conforme análise do grupo de pesquisa e extensão em logística da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz (EsalqLog), os preços vêm caindo desde fevereiro - pico da colheita de soja em Mato Grosso - e estão, em alguns percursos, até mais baixos que há um ano.