Petrobras fecha acordo com Vanguard para encerrar ação individual

Por Thais Carrança | Valor

SÃO PAULO  -  O conselho de administração da Petrobras aprovou nesta segunda-feira a realização de acordo para encerrar ação individual proposta por afiliadas do Vanguard Group na Corte Federal da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Conforme a estatal, o Vanguard é um dos maiores acionistas da companhia, depois da União Federal e entidades relacionadas.

A Petrobras já havia celebrado acordos para encerrar outras 19 ações individuais apresentadas à Corte Federal de Nova York. Um total de 27 ações individuais, incluindo estas 19, haviam sido consolidadas, para fins de julgamento, em conjunto com uma ação coletiva ("class action") perante a Corte Federal de Nova York. O processo do Vanguard era a única proposta fora de Nova York.

Segundo a empresa, para refletir os acordos fechados, além das negociações em curso com outros autores de ações individuais, o valor total de provisões estimado para o segundo trimestre de 2017 passa a ser de US$ 445 milhões, dos quais a companhia já havia provisionado US$ 372 milhões no resultado de 2016.

"Esses acordos, cujos termos são confidenciais, têm como objetivo eliminar incertezas, ônus e custos associados à continuidade dessas disputas e não constituem qualquer reconhecimento de responsabilidade por parte da Petrobras, que continuará se defendendo firmemente nas demais ações em andamento", diz a companhia.

A Petrobras reafirma que, no momento, não é possível fazer estimativa confiável sobre o desfecho da ação coletiva.