Ministros vedam promoção de servidor nomeado tardiamente

Por Beatriz Olivon | De Brasília

O Supremo Tribunal Federal (STF) entendeu ontem que servidores públicos que foram nomeados tardiamente por decisão judicial não têm direito a promoções ou progressões funcionais que alcançariam se a contratação fosse realizada no período correto. A decisão foi unânime.